Nutricionista do Boavista admite cantadas, mas diz: ‘Teor de admiração’


mosaico_rossanatorales_nutricionistaboavista

 

Rossana Torales é a única profissional mulher em uma comissão técnica de 23 homens no clube da primeira divisão do Campeonato Carioca

Por Jessica MelloRio de Janeiro

)

Do Paraguai, Rossana Torales percorreu 1792km até parar em um clube de futebol do Rio de Janeiro. No Boavista Sport Club, é a única mulher de um grupo de 23 homens na comissão técnica. Há sete anos no Brasil, a jovem de 26 anos de Assunção trabalha há dois na equipe de Saquarema, cidade distante 100km da capital carioca. O gosto pelo esporte perdurou por toda a faculdade de Nutrição, cursada no Rio. Aí, surgiu a oportunidade de integrar o grupo do Boavista. Agarrou a chance. E, mesmo com os traços e o corpo de dar inveja a qualquer Larissa Riquelme, garante nunca ter sofrido nenhum preconceito. Já as cantadas…

- Se eu falar que nunca recebi, ninguém vai acreditar (risos). Mas em nenhum momento elas foram agressivas. Todas com um teor mais de ‘admiração’. Os jogadores me veem como uma profissional, pois é assim que procuro me posicionar frente a eles, para que não seja criado nenhum ambiente desconfortável – afirma.

Com apenas nove anos de vida com o novo nome – antes, chamava-se Esporte Clube Barreira -, o Boavista ainda tem ambições e estruturas modestas. Atualmente, começa a se preparar para a disputa do Campeonato Carioca 2014 da primeira divisão. No período de pré-temporada, Rossana acompanha os atletas e faz marcação cerrada na alimentação. Observa o que comem no café da manhã, almoço, janta e ceia. Organiza cardápios. Faz avaliações semanais. Orienta o uso de suplementos.

E tudo se repete ao longo do ano, porém, em doses um pouco menores e com um espaçamento maior de tempo. O controle também acaba ficando menor.

- O final de semana é a parte difícil para mim. Durante a semana eu consigo acompanhar eles bem, consigo ver como eles estão. No final de semana, nem tanto – conta.

A “obsessão” com o físico e a boa alimentação não é apenas com os seus jogadores. É consigo própria. Desde os 14 anos, malha e cuida o que come. Hoje, intercala três dias na academia e quatro dias com corridas na orla da Barra da Tijuca. Recebe a orientação de Douglas Mariano, o “personal das estrelas”, que trabalha com Viviane Araújo, Carla Prata e outras musas para que todas cheguem em forma na Sapucaí durante o Carnaval.

O próprio “enaltecer” do seu corpo em sua conta no Instagram é uma forma de valorizar seu próprio trabalho. Como nutricionista, consegue manter-se sempre em forma. E exibe os (ótimos) resultados em sua conta na rede social. Também nos corredores do Boavista.

 

Deixe uma resposta